• LISBOA PEQUIM LISBOA | EXPO
  • INAUGURAÇÃO | 17 DE JUNHO
  • MUSEU DE ANGRA DO HEROÍSMO
  • ILHA TERCEIRA

A viagem de moto que levou 4 portugueses
a percorrer meio mundo de moto.
2 MESES | 19 PAÍSES | 26500 KM

Exposições

próximas exposições

CÓDIGO POSTAL: A2053N | versão alargada

CÓDIGO POSTAL: A2053N | GALERIA ARCO 8

ENTREVISTA COM ROSA ARMAS | ANTENA

CÓDIGO POSTAL: A2053N | produção

FÁBRICA DO BRAÇO DE PRATA | INDIA, A HORIZONTALIDADE DO SILÊNCIO

GALERIA ARCO 8 | INDIA, A HORIZONTALIDADE DO SILÊNCIO

CASA DAS ARTES DE FAMALICÃO | NEPAL, A VERTICALIDADE DO SILÊNCIO

CENTRO CULTURAL E DE CONGRESSOS DE ANGRA DO HEROÍSMO | NEPAL, A VERTICALIDADE DO SILÊNCIO

ENSAIO SOBRE O COMPRIMENTO DO SILÊNCIO, INDIA | Biblioteca Municipal de Vila do Porto

Pepe Bio

Pepe é um vagamundo. Esse mundo com várias pontas, unido por vários pontos, atravessado por uma infinita ponte, que parte e chega dentro do coração. É fotógrafo, o que equivale dizer que olha acima dos outros, que vê o que os outros não vêem e que observa a alma instantânea das coisas que falam devagar.
Tudo começou nessa ponta do mundo, no meio do atlântico, chamada Açores, num dos seus pontos mais pequenos: a Ilha de Santa Maria. Nasceu em 1984 numa família habituada a estender pontes para os outros. Aprendeu o ofício sem
o saber, que há linguagens que não se aprendem, mas que se desvendam, de forma cardíaca, ao som da música, no chão das cidades, na altura das montanhas. A fotografia foi, assim, o laboratório onde a humanidade se revelou um mistério fabuloso, por haver tantos rostos soltando pontas, por haver tantos pontos a serem cruzados e a ponte a seguir, feliz de ir em frente, mesmo quando recua.
Do Porto à Hungria, da Califórnia ao Ecuador, da Índia ao Nepal, pontas que contaram a dimensão humana dos sentidos, expondo os pontos, erguendo pontes. Pontes que atravessaram cordilheiras e chegaram à Terra Nova, como navegador da retina humana, que tudo vê, mas nem sempre percebe o que regista. Por isso, o tamanho do seu coração, para caber o que uma moldura não aguenta: a frequência de uma humanidade que celebra a sua própria humanidade, acima de tudo.

Daniel Gonçalves

 

ALGUMAS EXPERIÊNCIAS RELEVANTES //2009 * Expedição ao Peru. Alguns dos sitios fotografados foram Mancora, Amazónia, Cusco, Lago Titicaca (Puno, Ilhas de Amantani e taquile) e Arequipa. Desta viagem resultou a exposição fotográfica “Inti Raymi, na rota do Sol”. //2009 * Fotógrafo da campanha publicitária 2009 da Cerveja Especial Melo Abreu. //2009 * Fotógrafo da campanha publicitária ZON Açores com o piloto de rallyes Ricardo Moura. //2011 * Júri do III Open internacional de Fotografia subaquática da Ilha Graciosa. //2011 * Júri do I Master Fotosub de Portugal. //2011 * Júri do concurso “Labjovem” para jovens criadores.2012 * Expedição pela Índia e Nepal num período de 4 meses. Viagem que deu origem à exposição fotográfica “ensaio sobre o comprimento do silêncio” estruturada em 2 andamentos. “Índia, a horizontalidade do silêncio” e “Nepal, a verticalidade do silêncio”. Daqui resultou ainda a publicação do livro com o mesmo nome em coautoria com Daniel Gonçalves. //2013 * Sessão fotográfica com a banda Crystal Fighters. Recolha de imagens para o novo álbum e tour 2013/2014. //2013 * Júri do concurso “Labjovem” para jovens criadores. //2014 * Embarque no navio bacalhoeiro Joana Princesa numa campanha de 3 meses e meio nos mares da Terra Nova. Da expedição resultou o projeto fotográfico com o nome CÓDIGO POSTAL: A2053N, que documenta a vida a bordo dos bacalhoeiros portugueses. Publicado na edição de Fevereiro da Naitonal Geographic. //2014 * Fotografo da campanha da marca Coca-Cola para o Mundial. Trabalho desenvolvido na Ilha do Corvo, nos Açores. //2015 * Fotografo da expedição de moto Lisboa-Pequim-Lisboa. Um projeto fotográfico que documenta os 2 meses de expedição de 3 portugueses pelo Mundo: Helder Serôdio, Pedro Roque e Nuno Pires. //2015 * Júri do concurso “Labjovem” para jovens criadores.

 

 

+351 925 176 294

Rua Dr. Luis Bettencourt, 70

pepe@fpepe.com